sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Padre salvou Hitler da morte e mudou rumo da História

Em Janeiro de 1894, enquanto brincava junto ao rio Inn, em Passau, Alemanha, uma criança de quatro anos caiu à água. Só não morreu afogado porque "um camarada determinado", uma criança com praticamente a mesma idade, mergulhou e salvou o amigo.

A história foi publicada no 'Donauzeitung' - jornal do Danúbio - dessa altura e os
Johann Kuehberger

historiadores acreditam que a criança que quase morreu era Adolf Hitler. O miúdo que o salvou era Johann Kuehberger, que acabou por se tornar padre. Os acontecimentos já tinham sido relatados por Max Tremmel, amigo e sucessor de Kuehberger, antes da sua morte, em 1980. O exemplar do jornal que agora foi descoberto dá ainda mais força à história.

O episódio também surge nas páginas do livro 'Fora de Passau - Deixando a cidade a que Hitler chamava casa', de Anna Elisabeth Rosmus.

"As margens do rio Inn eram um cenário idílico para as crianças brincarem. Em 1984, enquanto jogava à apanhada com um grupo de crianças, Adolf caiu à água. A corrente era muito forte e a água gelada, vinda directamente das montanhas. Felizmente para o jovem Adolf, o filho do dono da casa onde ele vivia conseguiu puxá-lo a tempo e salvar-lhe a vida", escreve a autora.

Na juventude, e mais tarde rodeado pelos seus generais, Hitler costumava contar histórias de como brincava aos índios e cowboys junto ao rio mas nunca mencionou o episódio do afogamento.

No entanto, de acordo com Anna Elisabeth Rosmus, "em Passau toda a gente conhecia a história. Dizia-se até que ele nunca aprendeu a nadar".

Ainda este mês, a Radio Bavaria vai transmitir um programa sobre o incidente chamado 'Se Hitler se tivesse afogado. A lenda de um salvamento fatal', no qual vários habitantes de Passau confirmam a história. De acordo com os historiadores, o mais provável é que o Führer tenha 'apagado' propositadamente este acontecimento da sua vida.

Nos anos de guerra existe registro de que o menino que salvou Hitler e se tornou padre morreu em um campo de concentração nazista.

Rio Inn, em Passau.

Nenhum comentário:

Postagens mais acessadas