sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Horror em Amityville – A História real

Em Junho de 1965, o Sr. Ronald DeFeo adquiriu a casa nº 112 na rua Ocean Avenue. Era uma casa linda, com uma arquitetura ao estilo Holandês, bastante espaçosa e com uma casa de barcos, um anexo com ligação ao rio.
Parecia o Sonho Americano: uma casa de sonho, família feliz e muito dinheiro para gastar.

Aspecto da casa de Amityville quando foi adquirida pelos DeFeo.


Os DeFeo até colocaram uma tableta em frente á sua casa onde se podia ler ”Grandes Esperanças”, como que um símbolo da fortuna da família.

Mas havia um lado negro escondido na família, o filho mais velho do casal, Ronald "Butch" Júnior, consumia drogas e praticava pequenos roubos, o que levava a frequentes e violentas discussões com o seu pai.

Ronald Defeo Jr. (de barba) com seus irmãos.
No dia 13 de Novembro de 1974 enquanto toda a família dormia nos seus quartos, Ronald "Butch" Júnior estava a ver televisão no segundo piso, quando se levantou e pegou na sua carabina (uma Marlin Rifle .35).

Dirigiu-se primeiro ao quarto de seus pais e disparou dois tiros contra o seu pai Ronald DeFeo e seguidamente disparou mais dois tiros contra a sua mãe Louise.


De seguida matou os seus dois irmãos John e Marc e posteriormente também as suas duas irmãs Dawn e Allison.
Um dos corpos a ser retirado da casa.



Ronald "Butch" Jr fugiu depois de cometer os crimes, desfazendo-se das caixas das balas e da bolsa almofadada da carabina numa sarjeta de outra rua nos arredores. 

Ele, tentando descartar qualquer culpa pelos assassinatos, dirigiu-se para um bar na área para pedir ajuda dizendo aos seus amigos lá presentes  que talvez os seu pais tivessem mortos. Ele acompanhado dos amigos voltaram à casa de onde um deles efectuou um telefonema para a polícia a relatar o sucedido.

Quando a polícia chegou ao local do crime, foram encontrados 6 corpos, todos nas suas camas e todos na mesma posição: de barriga para baixo.


O local do crime é seguro pela polícia enquanto decorrem as investigações.
Ao início "Butch" tentou culpar a máfia pelos crimes cometidos contra a sua família, mas os detectives da policia começaram a desconfiar quando encontraram num dos quartos a caixa vazia de uma arma igual à do crime.
Mais tarde em julgamento, "Butch" viria a confessar os crimes: "Começou tudo muito rápido. Assim que comecei, não consegui parar. Foi tudo muito rápido".



 Quando lhe perguntaram porque cometeu esse crime com tamanha atrocidade ele adiantou: 

"Eu não matei a minha família, eles iam matar-me. O que eu fiz foi em auto-defesa e não há nada de errado com isso. Quando tenho uma arma na mão, não há duvida nenhuma sobre quem eu sou. Eu sou Deus".


Planta da casa indicando o posicionamento e localização dos corpos.
Depois do trágico acontecimento, em Dezembro de 1975, George e Kathleen Lutz e os seus 3 filhos mudam-se para o número 112 da Ocean Avenue. Eles foram avisados dos crimes que ali ocorreram, no entanto não se sentiram incomodados.
Apenas chamaram um padre da igreja católica para benzer a casa. No decorrer da benção, num dos quartos o padre ouviu uma voz dizendo-lhe "vai-te embora", mas para não amedrontar a família, não lhes contou esse acontecimento macabro, no entanto disse-lhes para não usarem aquele quarto pois tinha sentido algo de estranho lá.


No entanto coisas estranhas começam a ocorrer e eles abandonam a casa apenas 28 dias depois de se terem mudado, deixando tudo para trás, sem explicações e com muito medo.
 

Mais tarde, uma equipa de investigadores foi à casa para tentarem descobrir mais qualquer coisa de sobrenatural.
De entre muitas fotografias, uma delas captou uma criança espreitando de um dos quartos. Na altura a criança não foi vista por ninguém e não havia crianças juntamente com o grupo. Seria aquele o fantasma de um dos rapazes DeFeo?



Embora "Butch" tenha sido condenado a 6 penas consecutivas de 25 anos de prisão acusado de 6 crimes em segundo grau, muitas questões se mantêm sobre o que realmente aconteceu naquela noite.

Porque não fugiram as crianças quando ouviram os primeiros tiros? Porque motivo foram todas as vítimas encontradas na mesma posição? Ter-lhes-ão ordenado que ficassem de barriga para baixo? Os peritos puseram de parte a teoria de que eles teriam sido assassinados noutro local e depois colocados naquela posição. Porque razão não ouviram os vizinhos os tiros?
O barulho de uma carabina daquelas é bastante alto e pode ser ouvido a mais de um Kilómetro e meio de distancia, no entanto a única coisa que um dos vizinhos afirma ter ouvido naquela noite foi o cão da família a ladrar.
Ficou ainda provado que não foi utilizado qualquer tipo de silenciador na carabina de modo a abafar o ruído. As autópsias revelaram ainda que as vítimas não estavam sobre o efeito de qualquer tipo de drogas ou substancia que favorecesse os assassínios.
Atualmente "Bucth" continua a cumprir pena na prisão de Green Haven em Nova York e sempre lhe foi negada a saída em liberdade condicional. Ainda assim, mesmo quando questionado, ele continua a alterar a sua história dos factos ao longo dos anos, deixando assim um mistério no ar.


Ronald Defeo Jr. nos tempos de hoje (Foto tirada em 2015).
Uma outra versão dos factos é que a sua irmã Dawn estaria envolvida no crime.
Nesta versão, "Butch" e Down teriam combinado matar seus pais, mas para que não houvesse testemunhas  ela acabou por matar tambem as crianças e que "Butch" ao aperceber-se disso, deu-lhe uma pancada na cabeça e matou-a posteriormente com um tiro de carabina.
Nos relatórios da investigação policial, ficou anotado que Dawn tinha vestígios de pólvora na sua roupa, o que indica que ela disparou uma arma naquela noite. Como nota adicional, consta ainda que "Butch" e Dawn praticavam incesto.
Provavelmente nunca saberemos toda a verdade sobre o que se passou naquela casa na noite de 13 de Dezembro de 1974.

A casa foi entretanto modificada, uma das modificações mais evidentes foi o formato das janelas do piso superior. O número da porta foi também alterado.
Tudo isto para desencorajar as pessoas que vêm de toda a parte para ver a casa e tentar a sua sorte na descoberta de fantasmas ou demônios.
Depois dos "Lutz" abandonarem a casa, mais famílias viveram na casa, mas não foram registados mais casos de atividade sobrenatural idênticos aos anteriores.

Ed e Lorraine Warren investigaram milhares de casos de atividades paranormais, inclusive do caso de Amityville.

3 comentários:

Noelle disse...

Medo.

Anônimo disse...

Peidei.

Anônimo disse...

tem que melhorar o portugues

Postagens mais acessadas