sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Robô Curiosity descobre antigo curso de água em Marte

Fotografias enviadas pelo explorador marciano deixam poucas dúvidas na comunidade científica

O robô enviado pela Nasa para explorar o planeta Marte descobriu fortes indícios de já houve água no planeta vermelho. O Curiosity enviou fotografias do que parece ser um antigo curso de água que entretanto secou. Os aglomerados de seixos lisos com areia são para os especialistas provas muito fortes de que já houve água em Marte.



«O formato e o tamanho dos seixos encontrados são demasiado grandes para serem transportados pelo vento e consistem com a teoria de que foram sedimentos transportados por água», explicou à BBC Rebecca Williams, do Instituto de Ciência Planetária.

O robô da NASA aterrou no planeta vermelho há sete semanas e atualmente encontra-se num local que os investigadores acreditam ser uma rede de antigos fluxos aquíferos.

As provas de que existiu água ou outra espécie de liquido em Marte aumentam as esperanças de se encontrarem provas de vida que exista ou tenha existido no planeta vermelho.




Fonte: NASA

Jesus Cristo foi casado?

JORNAL DO VATICANO DIZ QUE PAPIRO SOBRE CASAMENTO DE JESUS É FALSO

Um papiro do século 4 que sugere que Jesus tenha sido casado foi apontando como “falso” pelo jornal do Vaticano "L'Osservatore Romano" nesta quinta-feira. O texto, escrito no idioma copta, foi apresentado por Karen King, da Escola de Divindade de Harvard, de Cambridge, em uma conferência em Roma.

No artigo publicado no jornal vaticano, o italiano Alberto Camplani, especialista em língua copta e professor de História do Cristianismo na Universidade La Sapienza de Roma, analisou o polêmico papiro de King e expressou sua desconfiança sobre a autenticidade do documento pelo fato de ele ter sido encontrado em um mercado de antiguidades.

Além disso, na visão de Camplani, o texto não aborda diretamente o estado conjugal de Jesus, mas discorre sobre uma visão positiva do casamento cristão. De qualquer maneira, o jornal do Vaticano afirmou veementemente que o papiro é uma falsificação como “tantas que chegam do Oriente Médio".

Fonte: Escola de Divindade de Harvard

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Estranhos objetos são avistados no Reino Unido

Pessoas em várias partes do Reino Unido avistaram estranhos objetos luminosos no céu no final da última semana. Bolas de fogo e uma luz brilhante foram vistos no centro de Inglaterra, Escócia e em vários lugares da Irlanda do Norte, na noite de sexta-feira passada.



A estranha luz amarelada que varreu o céu na última sexta-feira acabou se fragmentando em várias partes até desaparecer por completo. Inicialmente, pensou-se que eram meteoritos por conta de uma "chuva de meteoros" esperada para este mês, contudo, esta possibilidade foi descartada pelos especialistas.

A explicação mais provável é que se trate de lixo espacial, como um satélite fora de uso que, ao entrar na atmosfera, foi queimado e partido em pedaços, muitos dos quais foram observados em vários locais do Reino Unido. Algumas pessoas registraram o fenômeno com câmeras e colocaram na internet. Veja abaixo um desses vídeos.



Fonte: The History Channel

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Maravilhas do Universo - Nebulosa da Gaivota

Nebulosa da Gaivota mostra as cores vivas de uma maternidade estelar

Maternidade estelar
Esta nova imagem obtida no Observatório de La Silla do ESO mostra parte de uma maternidade estelar conhecida como a Nebulosa da Gaivota.
Esta nuvem de gás, cujo nome formal é Sharpless 2-292, parece ter a forma de uma cabeça de gaivota e brilha intensamente devido à radiação muito energética emitida por uma estrela jovem muito quente que se situa no seu centro.
As nebulosas encontram-se entre os objetos visualmente mais impressionantes do céu noturno. São nuvens interestelares de poeira, moléculas, hidrogênio, hélio e outros gases ionizados, onde novas estrelas estão nascendo.
Embora estas nebulosas apresentem diferentes formas e cores, muitas compartilham uma característica comum: quando observadas pela primeira vez, as suas formas estranhas e evocativas soltam a imaginação dos astrônomos, que lhes dão nomes curiosos. Esta região de formação estelar, a qual se deu o nome de Nebulosa da Gaivota, não é exceção.
Nebulosa da Gaivota
Esta nova imagem mostra a parte da cabeça da Nebulosa da Gaivota.
É apenas uma parte de uma nebulosa maior conhecida formalmente como IC 2177, que abre as suas asas com uma extensão de mais de 100 anos-luz e se parece com uma gaivota em pleno voo.
Esta nuvem de gás e poeira situa-se a cerca de 3.700 anos-luz de distância da Terra. O pássaro inteiro pode ser melhor imaginado em imagens de campo amplo.
A Nebulosa da Gaivota situa-se na fronteira entre as constelações do Unicórnio e do Cão Maior, próximo de Sirius, a estrela mais brilhante do céu noturno. A nebulosa situa-se a mais de quatro centenas de vezes mais distante do que a famosa estrela.
O complexo de gás e poeira que forma a cabeça da gaivota brilha intensamente no céu devido à forte radiação ultravioleta emitida principalmente por uma estrela brilhante jovem - HD 53367 - a qual pode ser vista no centro da imagem e que poderia ser considerada como o olho da gaivota.
A HD 53367 é uma estrela jovem com vinte vezes a massa do nosso Sol. Está classificada como uma estrela Be, o que significa que é uma estrela do tipo espectral B com linhas proeminentes de emissão de hidrogênio no seu espectro. Esta estrela tem uma companheira com uma massa de cinco vezes a do Sol, numa órbita extremamente elíptica.
Nebulosa da Gaivota mostra as cores vivas de uma maternidade estelar
Esta imagem de campo largo, mostrando toda a Nebulosa da Gaivota, é a melhor chance que você tem para imaginar o pássaro voando. [Imagem: ESO/Digitized Sky Survey 2/Davide De Martin]
Hidrogênio cósmico
A radiação emitida pelas estrelas jovens faz com que o hidrogênio gasoso circundante se transforme numa região HII, brilhando em um vermelho vivo.
As regiões HII são assim chamadas, uma vez que são constituídas por hidrogênio (H) ionizado, no qual os elétrons já não estão ligados aos prótons. HI é o termo utilizado para o hidrogênio não ionizado, ou seja neutro. O brilho vermelho das regiões HII ocorre porque os prótons e os elétrons se recombinam e nesse processo emitem energia em certos comprimentos de onda bem definidos, ou cores. Uma destas transições bem proeminente (chamada hidrogênio alfa ou H-alfa) origina uma cor vermelha forte.
A radiação emitida pelas estrelas azuis-esbranquiçadas é dispersada pelas pequenas partículas de poeira da nebulosa, criando um nevoeiro azul contrastante, em algumas partes da imagem.
Embora um pequeno nódulo brilhante do complexo da Nebulosa da Gaivota tenha sido observado pela primeira vez pelo astrônomo germano-britânico William Herschel em 1785, a parte que aqui se vê teve que aguardar a descoberta da fotografia, cerca de um século mais tarde.
Se você não conseguiu ver gaivota nenhuma na imagem, não se preocupe: este objeto tem tido muitos nomes ao longo do tempo - é conhecido como Sh 2-292, RCW 2 e Gum 1.
O nome Sh 2-292 significa que o objeto é o número 292 do segundo catálogo Sharpless de regiões HII, publicado em 1959. O número RCW refere-se ao catálogo compilado por Rodgers, Campbell e Whiteoak e publicado em 1960. Este objeto foi também o primeiro de uma lista de nebulosas austrais compilada por Colin Gum e publicada em 1955.
Fonte:http://www.inovacaotecnologica.com.br

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Austríacos debatem o que fazer com a casa onde Hitler nasceu

Uma sugestão para transformar a casa na Áustria na qual Adolf Hitler nasceu em um espaço residencial comum provocou um debate no país sobre como usar uma propriedade vazia ainda carregada com uma forte bagagem histórica décadas depois do fim da Segunda Guerra Mundial.
O homem que se tornou ditador nazista nasceu na casa na cidade de Braunau am Inn, perto de Salzburgo, na fronteira com a Alemanha, em abril de 1889. A família viveu ali apenas três anos, mas a ligação dele com o edifício de três andares deixou uma marca indelével.
Atualmente uma aposentada é dona da propriedade, que vem sendo alugada pelo Ministério do Interior austríaco desde 1972 e sublocada para Braunau.
De acordo com a imprensa local, o prédio - que era uma hospedaria quando a família de Hitler alugou o espaço ali - já abrigou uma biblioteca, um banco, salas de aula e mais recentemente um workshop de uma organização filantrópica para pessoas deficientes, que se mudou há um ano.
Casa em que Adolf Hitler nasceu em Braunau, na Áustria, é vista nesta segunda-feira (24) (Foto: AFP)
A questão sobre o que fazer com o imóvel agora expõe as divisões entre aqueles que desejam salientar o seu passado e aqueles que querem virar a página de um capítulo inglório da história local.
O prefeito de Braunau, Johannes Waidbacher, provocou polêmica ao propor em uma entrevista a um jornal transformar a casa em uma residência comum.
"Você tem de perguntar no geral se faz sentido um outro memorial do Holocausto quando já há muitos por aqui", disse o prefeito, nascido 21 anos depois do fim da guerra, ao Der Standard.
"De qualquer forma, somos estigmatizados. Hitler passou os primeiros três anos de sua vida na cidade e certamente não foi a fase mais formativa da vida dele. Nós, como cidade de Braunau, não estamos, portanto, preparados para assumir a responsabilidade pela eclosão da Segunda Guerra Mundial", disse ele na semana passada, segundo o jornal.
Em uma declaração feita na segunda-feira, Waidbacher recuou um pouco, dizendo que "não se pode permitir nunca que essa casa se transforme em um santuário para os intransigentes", mas também ressaltou que a cidade tem poder limitado.
"No final, a decisão cabe ao Ministério do Interior e à proprietária", acrescentou ele.
Um porta-voz do Ministério do Interior disse que nenhuma decisão tinha sido tomada ainda, acrescentando que a coisa mais importante é evitar que o "mal" neonazista frequente o local. Ele afirmou que não há planos para deixar que a propriedade seja usada como residência.
A identidade da proprietária não foi divulgada.
Fonte: G1 - globo.com

Maravilhas do Universo - Nebulosa de Lápis

IMAGEM FANTÁSTICA DE NEBULOSA LEMBRA UMA VASSOURA DE BRUXA

Esta imagem extraordinária da Nebulosa de Lápis foi divulgada pelo aparelho Wide Field Imager, localizado no telescópio MPG, do Observatório Europeu do Sul (ESO), em La Silla, no Chile. 


Trata-se de uma nuvem de gás brilhante, que está em um anel de escombros resultantes da explosão de uma supernova, há aproximadamente 11 mil anos. Formada na constelação austral de Vela, esta nuvem chamada NGC 2736 é um somatório de filamentos cintilantes em forma de lápis que formam uma figura que lembra uma vassoura de uma bruxa, típica de desenhos infantis.

O brilho da nebulosa é devido ao gás concentrado emitido pela onda de choque da supernova. No começo, o gás atingiu uma temperatura de milhões de graus, mas, em seguida, foi resfriado. Na foto, os tons em azul correspondem a áreas que possuem uma temperatura elevada. As regiões avermelhadas correspondem às mais frias.

Fonte: The History Channel

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Justiça alemã oficializa morte de criminoso nazista Aribert Heim


A justiça alemã oficializou nesta sexta-feira a morte de Aribert Heim, um dos criminosos nazistas mais procurados do mundo, ao declarar que não resta dúvida sobre a identidade do corpo encontrado no Egito em 1992.
O tribunal de Baden-Baden (sudoeste) anunciou o fim das buscas, pois não há dúvida alguma de que o cadáver encontrado no Egito em 1992 é o do "carniceiro de Mathausen", que torturou e assassinou centenas de detentos, principalmente judeus, em um campo de concentração nazista na Áustria.
"O processo judicial contra o dr. Aribert Heim, acusado de vários assassinatos, foi abandonado pela morte do suspeito", afirma um comunicado do tribunal.
Em fevereiro de 2009, uma reportagem do canal alemão ZDF e do jornal New York Times revelou que o "carniceiro de Mathausen" havia falecido em 1992 no Egito após uma fuga de quase meio século.
Mas a morte não havia sido confirmada e a imprensa alemã afirmava que a polícia não estava totalmente convencida a respeito.
Mas o tribunal de Baden-Baden destacou nesta sexta-feira que não há dúvida de que Aribert Heim era Tarek Hussein Farid, morto em 10 de agosto de 1992 no Cairo vítima de câncer. O advogado do criminoso divulgou um certificado de conversão ao islã de Heim com o novo nome.
O Centro Simon Wiesenthal, especializado na busca de criminosos nazista, anunciou em 2009 que não acreditava na morte de Heim.
Considerado um dos nazistas mais sádicos, "o médico da morte", nascido na Áustria em 1914, também trabalhou nos campos de Sachsenhausen e Buchenwald (Alemanha).
Durante muito tempo foi o nazista mais procurado do mundo depois apenas de Alois Brunner, um dos idealizadores da "solução final", que teria falecido na Síria.
Segundo o filho de Heim, o pai se mudou para a capital egípcia em meados dos anos 70 e se converteu ao islã.
Também teria vivido com o nome de Ferdinand Heim antes de virar Tarek Hussein Farid após a conversão em 1980.
Fonte: Istoé

Curiosity encontra “pirâmide” em Marte

Uma rocha incomum chamou a atenção dos pesquisadores que estão à frente da missão do Curiosity. A pedra tem a forma de uma pirâmide e será analisada pelo jipe-robô nos próximos dias. Seu tamanho é semelhante a uma bola de futebol americano, com 25 cm de altura e 40 cm de comprimento, e sua composição passará por uma análise cuidadosa do aparelho, que percorre o solo de Marte em busca de evidências da existência, atualmente ou no passado, ou de condições de vida futura no Planeta Vermelho.

A rocha, batizada de Jake Matijevic, em homenagem a um dos engenheiros do projeto Curiosity falecido no dia 20 de agosto, foi encontrada entre o local de pouso do jipe-robô e o lugar chamado de Glenelg, considerado ideal para analisar Marte por possuir três tipos de solo diferentes. O aparelho está percorrendo este caminho, de aproximadamente, 400 m e usará uma broca para furar a pedra e analisar composição dela.
A pedra em forma piramidal tem 25 cm de altura e 40 cm de comprimento.
O Curiosity chegou a Marte no dia 6 de agosto e deverá realizar uma missão de dois anos. O jipe-robô carrega 10 equipamentos capazes de estudar o Planeta Vermelho, um dos principais instrumentos é o Dinâmico de Nêutrons Albedo (DAN), contribuição da Rússia para o projeto e que é capaz de encontrar indícios da existência de água a até 50 cm do solo.
Nos últimos dias, o Curiosity conseguiu fotografar eclipses do sol, encobertos por dois satélites naturais de Marte, as luas Phobos e Delmos. Os robôs Opportunity e Spirit, enviados ao Planeta Vermelho em 2004, porém com menos recursos tecnológicos do que a missão atual, já haviam feito imagens semelhantes.

Fonte: Jornal da Russia

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

A História do Pé Grande, Verdade ou Mito?


Pé-grande (em inglês: Bigfoot; ou Sasquatch ou Caiola - termo derivado do halkomelem - um idioma do grupo linguístico salishan, natural do sudoeste da Columbia Britânica) é descrito como uma criatura na forma de um grande macaco que vive nas regiões selvagens e remotas dos Estados Unidos e Canadá. Reivindica-se que seria um animal aparentado do Iéti tibetano (o "Abominável Homem das Neves").
Em 2007 foi organizada uma expedição em busca de provas ou até mesmo do próprio pé-grande.
Mas nada foi encontrado.
Em 15 de agosto de 2008, dois caçadores norte-americanos foram à mídia dizendo terem em suas mãos o corpo congelado do famoso Bigfoot. Porém, após a análise do "corpo", foi descoberto que o suposto cadáver do monstro não passava de uma fantasia de macaco congelado. Em defesa, os dois caçadores disseram terem sido enganados e comprado o corpo de dois outros caçadores por um preço "inacreditavelmente baixo", mas decidiram levar a farsa a diante.


Características

Relatos de pessoas que  teriam visto a criatura, na maioria dos casos, descrevem um primata bípede muito alto (entre 2 a 4,5 m). Geralmente é coberto por pêlos de cor marrom Grandeavermelhada e seu rosto é uma mistura está de gorila e ser humano. Algumas pessoas testemunham um forte odor desagradável,aqui enquanto outras dizem hque a criatura não exala cheiro.

Teoria evolutiva


Existe uma teoria científica que aponta a possibilidade dessas criaturas serem descendentes diretos do gigantopithecus, primata já extinto, maior que um gorila e que possuia dentes parecidos com os dos humanos. Seu parente vivo mais próximo é o orangotango.


Esta imagem foi analisada pela equipe do The History Channel e foi comprovada que é real, mais não foi provado se é um Pé Grande.



Agora tire suas próprias conclusões, a unica equipe que retratou e teve evidencias do existência desse animal é o The History Channel, na serie Monster Quest.

Fonte: Wikipedia e editado por Reconstruindo o Passado.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Cientistas Fazem nova clonagem de animal Pré-Histórico

Após a descoberta de pedaço de tecido de mamute no leste da Sibéria, alguns cientistas da Rússia e Coreia do Sul anunciaram a possibilidade de uma possível clonagem deste animal extinto há 4 mil anos. O material, que pode conter células vivas, estava enterrado no permafrost, o solo permanentemente congelado.

A existência destas células ainda precisa se confirmada pelo laboratório sul-coreano envolvido na pesquisa, mas suspeita-se que o número seja insuficiente para a realização do experimento, que vem sendo criticado e recebido com ceticismo por outros cientistas que realizam pesquisas na mesma área.

Diante disso, a equipe envolvida neste trabalho se esforça por obter credibilidade, já que há dúvidas sobre a possibilidade de que algo possa permanecer vivo durante milênios no permafrost. Estima-se que o mamute foi extinto há menos de 4 mil anos. Elevação da temperatura, mudanças na vegetação e os seres humanos teriam contribuído para o desaparecimento definitivo do animal.



Fonte: IG.com.br

Centro de comando de Hitler vira hotel na Polônia

No local, comandante alemão foi alvo de atentado conhecido como "Operação Valquíria".


"A toca do lobo", um dos centros de comando de Adolf Hitler, foi adaptada para virar um hotel na Polônia.
Um dos principais centros de comando do governo de Adolf Hitler voltou a funcionar. Em vez de uniformes nazistas e armas de guerra, o local agora recebe turistas de todas as partes do mundo.

Transformado em hotel, “A toca do lobo” tem hoje 29 quartos, sendo 24 duplos, quatro individuais e um familiar, além de restaurante com capacidade para 80 pessoas. De acordo com o jornal chileno La Tercera, a diária média do local é de R$ 65.

O novo hotel, voltado logicamente para o chamado “turismo histórico”, está localizado na Polônia, em uma área que, na época de Hitler, pertencia à Alemanha. 


Uma das curiosidades que envolvem “A toca do lobo” é que foi de lá que o governante foi alvo da “Operação Valquíria”, uma das tentativas de oficiais alemães de matar Hitler, ocorrida em 20 de julho de 1944. A explosão da bomba que mataria o chefe de Estado, porém, resultou apenas em leves ferimentos.


O local foi onde Hitler sofreu o atentado conhecido como "Operação Valquíria".
Foi de lá também que os líderes da Alemanha organizaram a “Operação Barba Ruiva”, como ficou conhecida a invasão à União Soviética.

Apesar das inúmeras reformas para receber turistas, os hóspedes do hotel podem ter a sensação de dormir nos quartos que eram destinados aos seguranças de Hitler.


Fonte:Opera Mundi

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Nasa faz funeral público para Neil Armstrong em Washington


Primeiro homem a pisar na Lua, ex- astronauta americano Morreu no dia 25 de agosto, aos 82 anos de idade


A memória do astronauta Neil Armstrong foi homenageada nesta quinta-feira (13) em Washington. Armstrong, primeiro homem a pisar na Lua, morreu no dia 25 de agosto , em Ohio, nos Estados Unidos, por complicações resultantes de cirurgias cardiovasculares. Ele tinha 82 anos de idade. 
Os companheiros de tripulação da Apollo 11,Buzz Aldrin e Michael Collins, e o astronauta do Mercury, John Glenn, estavam entre as cerca de 2.500 pessoas que participaram da cerimônia na Catedral de Washington. Uma rocha lunar, presente dos astronautas da Apollo 11 à igreja em 1974, está incrustada em um dos vitrais da catedral.
A cerimônia também  contou com a presença dos astronautas Michael Collins, da Apollo 11 e Eugene A. Cernan, da Apollo 17 e último homem a pisar na Lua. "Ele sabia quem era e sabia a dimensão de seu feito", disse Cernan, emocionado.
"Neil deixou mais que impressões digitais em uma bandeira na Lua. Ele deixou uma marca nos corações americanos e criou uma base para alcançar novos mundos", disse o administrador da Nasa Charles Bolden em sua fala durante a cerimônia.

O ex-secretário do tesouro americano John W. Snow também falarou na Catedral. Snow comentou que conhecia Neil Armstrong não como um mito, mas como um amigo com quem podia jogar golfe. "Quando Armstrong era questionado sobre a sensação de pisar na Lua, ele respondia que pilotos preferiam voar. Isto é Neil Armstrong", disse.
Entre as homenagens está a apresentação da cantora Diana Krall. Ela cantou a música “Fly me to the moon”, de Frank Sinatra.
Armstrong era o comandante da primeira missão lunar, na Apolo 11, ao lado dos astronautas Buzz Aldrin e Michael Collins. Em 21 de julho de 1969, a cápsula lunar Eagle pousou sobre a superfície lunar e Armstrong - como havia sido planejado - foi o primeiro homem a caminhar sobre a Lua. Foi ele quem proferiu a histórica frase: "Um pequeno passo para um homem, um grande salto para a humanidade”. 

Fonte: Globo.com

Arqueólogos podem ter encontrado ossos do Rei Inglês Ricardo III


Um grupo de pesquisadores da Universidade de Leicester, no Reino Unido, encontrou um esqueleto  sob a Igreja de Grey Friars, em Leicester, que pode ser do rei inglês Ricardo III, morto durante a Batalha do Campo de Bosworth, em 1485. De acordo com os arqueólogos, os ossos seriam compatíveis com as deformidades físicas do monarca e também teriam marcas de um homem morto durante um confronto.

De acordo com Richard Buckley, um dos pesquisadores envolvidos na descoberta, ainda é necessário fazer um exame de DNA para comprovar se este é mesmo o esqueleto do rei, porém, certas características dos ossos indicam que eles podem mesmo pertencer a Ricardo III.

De acordo com a descrição do escritor William Shakespeare, o rei seria "deformado, mal acabado", e também teria assassinado seus próprios sobrinhos na Torre de Londres para ganhar o trono. O site oficial da realeza britânica, contudo, afirma que os príncipes "desapareceram" quando estavam sob a proteção de Ricard
o III.

Fonte: BBC

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Morte de Tupac Shakur completa 16 anos

Tupac Amaru Shakur (Nova Iorque16 de junho de 1971 - Las Vegas13 de setembro de 1996), mais conhecido pelos seus nomes artístico 2PacMakaveli ou apenas Pac.

Tupac Amaru Shakur nasceu em Nova Iorque, no dia 16 de junho de 1971, e morreu em Las Vegas, no dia 13 de setembro de 1996, após ser baleado seis dias antes durante uma briga que aconteceu depois da luta entre Mike Tyson e Bruce Seldon, no MGM Grand. Mas eu não quero falar sobre como ele morreu ou dos erros que cometeu para eventualmente ser morto. Eu quero te mostrar como este músico genial, que contrariou todos os padrões dos “rappers” tradicionais sendo aparentemente igual a todos, viveu os seus breves 25 anos e o impacto que causou.

Tupac  vendeu, até morrer (e as vendas aumentaram absurdamente depois disso e continuam crescendo até hoje), cerca de 75 milhões de álbuns e, além de ser músico,  foi ator e ativista social. Seu trabalho sempre foi sobre como crescer no meio da violência e da miséria nos guetos, racismo, os problemas da sociedade, amor e ódio. E estes dois últimos são os que realmente mais me impressionam, pois poucas pessoas reúnem tanta intensidade em ambas as direções.

Shakur foi alvo de diversas ações judiciais e teve vários problemas legais. No início de sua carreira ele foi atingido por cinco tiros no corredor de um estúdio de gravação em Nova Iorque, o que desencadeou uma briga  com outros rappers, entre eles Notorious Big. 

Leia mais: 


Até então, Notorious Big e Tupac, que eram amigos de infância, tentavam realizar o que parecia impossível: uma união de amizade entre os rappers da Costa Leste e  Oeste dos EUA, mas, após este episódio, Tupac passou a ver Notorious como inimigo.

Notorious Big e Tupac quando "amigos".
Notorious fez uma música intitulada “Who shot you?” (Quem atirou em você?), ironizando de forma direta o atentado sofrido por Tupac em Nova Iorque. Em retaliação, Tupac escreve diversas letras sobre ódio e vingança, sendo a música “Hit them Up” (Acertá-los em cheio) a mais agressiva e musicalmente fascinante. Nela, ele afirma, entre muitas outras coisas, que transou com a mulher do Notorious, e não com essas palavras. Na verdade, ele diz “..you claim to be a player but I fucked your wife” (Você diz que é um gangster, mas eu trepei com a sua esposa).

Depois de muito ódio e letras desse tipo, Tupac começa a falar que sabe que vai morrer baleado. Ele diz que sempre soube que morreria baleado e então começa afirmar que o tempo está acabando.  Ele se tranca em estúdio praticamente 24 horas por dia e apresenta trabalhos como Changes, no qual diz que “gostaria de voltar ao tempo em que eles brincavam como crianças, mas que as coisas mudaram e é assim que funciona…”. Além disso, outras letras como Until the End of Time trazem mensagens de amor, redenção e indicam que ele realmente sabia que o tempo estava acabando:  “Se um anjo descer e me levar embora, memórias minhas e das minhas músicas permanecerão até o fim dos tempos….”

Tiroteio e morte

Na noite de 7 de setembro de 1996, Shakur foi assistir a uma luta de boxe entre Mike Tyson e Bruce Seldon, no MGM Grand Las Vegas. Após deixar a partida, um dos associados a Suge, Orlando Anderson, um membro da Southside Crips, discutiu com o rapper na portaria do ginásio, e os dois agrediram-se. Os aliados de Suge e Shakur assistiram à "luta", a qual foi filmada pelas câmeras de vigilância do local.
 Algumas semanas antes, Anderson e um grupo da Crips haviam roubado um membro da facção da Death Row, em uma loja Foot Locker, prevendo um ataque a Shakur. Após a briga, Tupac encontrou-se com Suge para ir a uma propriedade da Death Row. Então, entrou em um BMW E38 sedan, de propriedade de Suge.
Bmw de Tupac após o tiroteio em 6 de Setembro de 1996
Às 10:55 da noite, quando parou em um sinal vermelho, Tupac abaixou o vidro e um fotógrafo tirou sua foto. Aproximadamente, dez minutos depois, foram parados por policiais, pois estavam com o som do carro muito alto e não estavam com a placa de licença. Então, Suge pegou as placas de dentro do porta-malas, e os dois foram liberados minutos depois sem serem multados. 
Por volta das 11:10, quando parou em um sinal vermelho no Flamingo Road, perto do cruzamento Koval Lane, em frente ao Hotel Maxim, um veículo ocupado por duas mulheres aproximou-se de Tupac, com o qual conversaram e convidaram para ir ao Clube 662. Aproximadamente cinco minutos depois, um Cadillac branco, modelo antigo, com um número de ocupantes desconhecido, se aproximou da BMW, abaixou o vidro da janela e disparou cerca de doze ou treze tiros contra Shakur. Ele foi atingido por quatro deles, acertando uma na cabeça, duas na virilha e uma na mão.
Um dos tiros provavelmente ricocheteou no pulmão do rapper. Suge foi atingido na cabeça por estilhaços, mas acredita-se que a bala passou de raspão por ele.
Tupac Shakur, minutos antes do assassinato.
Após chegarem ao local, policiais e paramédicos levaram Suge e o ferido mortal Shakur para o Centro Médico Universitário. De acordo com a entrevista de um dos melhores amigos do rapper, o diretor de vídeo Gobi, ele recebeu no hospital a notícia de um funcionário da Death Row avisando que os atiradores haviam chegado na gravadora e estavam a enviar ameaças de morte a Shakur, alegando que estavam indo para lá "acabar com ele". Ao ouvir isso, Gobi imediatamente avisou a polícia de Las Vegas, mas eles afirmaram estar sem policiais disponíveis e ninguém poderia ser enviado. No entanto, esta ameaça não foi concretizada. No hospital, Tupac esteve por momentos consciente e por outros inconsciente, tendo sido fortemente sedado, respirando através de um ventilador e um respirador. Foi colocado em máquinas de suporte à vida, e acabou por ser posto em um coma induzido por barbitúrico após repetidamente tentar sair da cama.
Após ter sobrevivido a uma série de cirurgias - inclusive a da retirada do pulmão direito, mal-sucedida - Shakur submeteu-se a fase crítica da terapia médica, e foi dada uma chance de 50% de continuar vivo. Gobi saiu do centro médico após ter sido informado que o artista teve uma melhora de 13% na noite de sexta. Enquanto a Terapia Intensiva estava a ser realizada na tarde de 13 de setembro de 1996, Tupac faleceu de hemorragia interna; os médicos tentaram reanimá-lo mas não conseguiram impedir a propagação da hemorragia Sua mãe, Afeni tomou a decisão de informar aos médicos para desligarem os aparelhos.

Foi declarado morto às 4:03 da tarde.

As causas oficiais da morte foram descritas como insuficiência respiratória e parada cardiorrespiratória, além dos múltiplos ferimentos das balas. O corpo de Shakur foi cremado. 

Mais tarde, um pouco de suas cinzas foram misturadas com maconha e fumadas por membros do grupo Outlawz.

Toda a obra de Tupac Amaru Shakur me fascina pela intensidade e paradoxos: um ser humano cheio de defeitos e virtudes, ódio, amor, que veio à Terra e em apenas 25 anos deixou um legado maior do que a maioria das pessoas consegue em 80 ou 90 anos de vida. Com ele foi assim: “Hi, boom boom, see you later…” WOW what was that?!

No fim, acho que ele entendeu em 25 anos o que a maioria de nós também leva 80 ou 90 anos para compreender: CHANGES são o que realmente importam na vida…

Leia mais: 


Tupac pode ter sido assassinado por uma conspiração chamada ''illuminati'', que está envolvida com o sistema e com a elite da industria musical, 2pac estava delatando toda a sujeira e corrupção que rolava no governo, encomondando muitos, criou varias musicas, inclusive criticando a illuminati fazendo a musica KILLUMINATI que significa killa-illuminati ou matar destruir a illuminati... com certeza 2pac foi morto por essa mafia que domina o mundo alienando todos com a midia.

Frases de Tupac : 

"Só deus pode me Julgar."

"Prefiro morrer como homem do que viver como um covarde"



Curiosity pode estabelecer provas de vida em Marte

O chefe do laboratório do Instituto de Exploradores Espaciais da Rússia, Igor Mitrofanov, afirmou que o jipe-robô Curiosity, tem a capacidade de descobrir lugares em Marte onde foi ou seja possível a existência de organismos vivos. Para isto, conta com o instrumento Dinâmico de Nêutrons Albedo (DAN), contribuição russa para o projeto e que pode encontrar indícios de água a até 50 cm do solo do Planeta Vermelho.

Sobre a probabilidade de que as moléculas não sejam de origem biogênica, quando um ser vivo só é originado por outro ser vivo, o cientista russo explicou que sempre se discutirá sobre este tema enquanto não se tenha na Terra uma mostra do solo marciano para que se possa fazer uma análise com o objetivo de se ter certeza sobre a natureza molecular.
O Curiosity encontrou manchas úmidas na cratera Gale, em Marte
Medições do DAN mostraram que a cratera Gale, onde o Curiosity pousou em Marte, possui de três a cinco por cento de água distribuída em forma de manchas.

Fonte: Origem Jornal da Russia.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Após o 11 de Setembro, construções continuam no Marco Zero


Onze anos após os ataques de 11 de Setembro de 2001 , a região do Marco Zero , como é conhecido o local onde ficavam as Torres Gêmeas em Nova York, continua lotada de trabalhadores e equipamentos de construção.

Uma multidão de turistas visita a área de 6,5 hectares todos os dias, fotografando os novos edifícios que estão sendo erguidos no local – ainda incompleto, o novo World Trade Center já é o prédio mais alto da cidade , à frente do Empire State.
Memorial e museu: a maior parte do memorial de 3,2 hectares em homenagem às vítimas foi inaugurado no aniversário de dez anos do 11 de Setembro. Desde então, cerca de 4,5 milhões de pessoas já visitaram o local, que tem duas piscinas no exato local onde ficavam as torres. A construção do museu, porém, está paralisada há um ano por causa de disputas entre a Fundação 11 de Setembro e a polícia portuária de Nova York e Nova Jersey. Acredita-se que, quando a construção voltar, será necessário mais um ano para finalizá-la, o que significa que o museu pode abrir apenas em 2014.
One World Trade Center: deve ser inaugurado em 2014 com 280 mil metros quadrados de espaço para escritórios – um deles da editora Conde Nast. O prédio de 104 andares tem altura de 415 metros e chegará a 541,5 metros com a instalação de uma antena. Os observatórios ficarão nos andares 100, 101 e 102.
Four World Trade Center: com 72 andares e 198 metros de altura, já está cosntruído e deve abrir em outubro de 2013. Um dos locatários será a polícia portuária.
Three World Trade Center: no momento com oito andares, chegará a 80 e terá 350,5 metros de altura. A construção deve ser finalizada em 2015 ou 2016.
Two World Trade Center: está na altura da terra, mas deverá chegar a 88 andares. Só será construído quando tiver um número mínimo de locatários definidos.
Sistema de transporte: vai conectar 13 linhas de metrô e trem quando for inaugurada, em 2015. A estimativa é que 250 mil usuários passem pelo local diariamente.
Centro de apresentações culturais: o projeto ficou paralisado durante anos, mas um órgão diretor foi anunciado neste ano. Os membros têm como tarefa arrecadar fundos para o centro, que deverá incluir um teatro com mil lugares.



Fonte: iG São Paulo

Com conteúdo inédito, 'Titanic' é relançado em 3D e blu-ray


Após dois anos fora de comercialização, o sucesso de bilheteria do final dos anos 1990, Titanic, de James Cameron, será relançado em 3D e blu-ray, com mais de 2h30 de conteúdo inédito. O box, que chegará às lojas nesta sexta-feira (14), é uma homenagem aos 101 anos desde a saída do RMS Titanic do porto de Belfast, no Reino Unido.
Além do conteúdo lançado em 2005, com as 29 cenas excluídas, o final alternativo, as filmagens de bastidores e as mais de 2 mil fotos, esta nova versão contém um documentário produzido pela National Geographic, com entrevistas com o diretor, elenco, equipe de produção, entre outros. A alta definição também é uma novidade, já que esta é a primeira vez que o trabalho de Cameron é apresentado, após um longo processo de remasterização de todas as cenas.
Ganhador de 11 Oscars em 1998, Titanic levou três anos para ser concluído. Produzido com uma tecnologia limitada em comparação aos recursos atuais, o filme mobilizou uma grande equipe para tomar forma. Nesta edição, são retratadas as angústias de Cameron desde o início da produção, quando a Fox e Paramount aprovaram o orçamento milionário - cerca de US$ 200 milhões - e a imprensa da época começou a questionar o sucesso do filme.
Opiniões de críticos, construção dos cenários, bastidores e relatos dos atores - com a exceção de Leonardo DiCaprio, que não aparece no documentário - também fazem parte do registro. A reação dos espectadores nas primeiras exibições e o polêmico discurso de Cameron na entrega do Oscar são comentados pelo próprio diretor. Ele, que ao receber a estatueta reproduziu uma fala do personagem de DiCaprio - "sou o rei do mundo" - confessou que não se arrependeu, mas que não citaria novamente seu próprio filme, com a ousadia de achar que todos os presentes seriam fãs.
A imersão de Titanic na cultura pop e as portas que o filme abriu para o lançamento de outros materiais sobre o naufrágio também fazem parte desta versão. Trechos de paródias, programas de comédia, animações e referências de outros filmes foram compilados para reproduzir a influência da produção na história do cinema hollywoodiano.

Fonte: Terra

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Tese de doutorado revela práticas nazistas no Brasil

Foi pela indicação de uma aluna, que mencionou em aula ter encontrado tijolos marcados com a suástica nazista na fazenda da família, no interior de São Paulo, que o historiador Sidney Aguilar Filho teve o primeiro contato com aquele que viria a ser seu objeto de estudo durante quatro anos e meio. "Eu não fui atrás do tema, foi realmente uma coincidência", esclarece o autor da tese Educação, autoritarismo e eugenia: exploração do trabalho e violência à infância desamparada no Brasil (1930-1945).

O historiador Sidney Aguilar Filho chegou ao tema da pesquisa por indicação de uma aluna, que mencionou em aula ter encontrado tijolos marcados com a suástica nazista na fazenda da família, no interior de São Paulo.
Na tese do historiador, é possível ter acesso à história da transferência de 50 meninos órfãos ou abandonados, considerados oficialmente pretos ou pardos (apenas dois deles eram brancos, segundo documentos oficiais). O grupo foi levado do Educandário Romão de Matos Duarte, no Rio de Janeiro, na época capital do Brasil, para a fazenda Santa Albertina, pertencente à rica família Rocha Miranda, localizada em Campina do Monte Alegre, uma área com forte presença de simpatizantes do movimento integralista, durante as décadas de 1930 e 1940, no interior do Estado de São Paulo.
Submetidos a um regime de trabalho na propriedade, os menores viveram no local até o início dos anos de 1940, quando a posição brasileira de combate ao nazismo na Segunda Guerra Mundial e o desprestígio sofrido pelos integralistas junto ao governo de Getúlio Vargas transformou o nazismo e todas as ideologias simpatizantes a ele em um mal a ser combatido. O estudo dá a oportunidade de obter mais informações sobre fatos ainda nebulosos de um período recente da história brasileira.
Quase 10 anos depois de ter entrado em contato com o tema e movido por "uma espécie de dever moral", o historiador decidiu pesquisar o assunto com maior profundidade por meio de um doutorado. "Os sobreviventes já eram velhinhos em idade avançada, e eu julguei que tinha, por causa deles, uma obrigação de realizar a pesquisa. Dessa forma, busquei apoio na Unicamp, em um grupo que trabalha com história da educação. 

O meu foco não era o nazismo no Brasil, mas sim a coincidência de que um grupo composto apenas por meninos tenha sido retirado de um orfanato na capital do País e levado para uma fazenda em uma região que concentrava forte presença integralista e nazista", explica Aguilar Filho, que, em busca de documentos oficiais e informações históricas e sociais da época, fez diversas viagens por cidades europeias e brasileiras.
Um dos temas de destaque da tese é o contexto social e cultural do período. Por meio de documentos oficiais e reportagens e anúncios publicitários veiculados na Revista da Semana, importante publicação do período, foi possível investigar qual era o papel das crianças na sociedade da época e como esse ambiente possibilitou que meninos sob a tutela do Estado fossem entregues aos cuidados de um único homem, Oswaldo Rocha Miranda, que os levou para a fazenda de sua família.
"Houve a tentativa de entender o imaginário das elites e da classe média carioca que deram suporte para as teorias eugenistas, além da lógica do educandário em entregar 50 meninos a uma pessoa apenas. E para isso, pesquisei através da mídia da época, de intelectuais reconhecidos pela elite brasileira, e encontrei um imaginário tremendamente preconceituoso aos olhos contemporâneos, e uma legislação eugenista, onde havia a justificação do racismo por características fenotípicas, com uma violação dos direitos étnicos", ressalta o historiador.
Aguilar Filho destaca a importância de diferenciar o movimento integralista do nazismo. O contexto histórico brasileiro de práticas higienistas possibilitou a transferência dos 50 meninos à propriedade no interior paulista. Contudo, enquanto o arianismo era central no nazismo, no integralismo ele estava restrito a alguns grupos. Dessa forma, muitos integralistas eram admiradores das ideias políticas e econômicas nazistas, mas não corroboravam com a defesa da raça ariana. "Nazismo e integralismo são coisas diferentes, mas também é importante considerar suas semelhanças nas concepções autoritárias de sociedade e na defesa dos princípios higienistas, por exemplo", destaca.
O historiador exalta o trabalho de outros pesquisadores na relação entre ideologias nazifascistas e elementos culturais e educacionais, como Ana Maria Dietrich, René Gertz e Ediógenes Aragão Santos - que foi sua orientadora na tese.
Segundo o historiador, que entrevistou três dos 50 meninos levados à fazenda no interior paulista, o contato com testemunhas de um fato histórico trouxe à tona dois aspectos principais. "Um deles é a importância de trabalhar questões históricas nas quais existem fontes vivas, o que nos leva às teorias de história oral, uma área com quase 30 anos de pesquisas, mas que ainda precisa caminhar muito. Outro aspecto é o do papel dos sobreviventes na construção da história, que foi fundamental nesta pesquisa", explica. 

Para ele, a presença de história oral não é um elemento legitimador por si só, mas acredita que, se existem relatos, eles devem ser reconhecidos. "Ao mesmo tempo em que nenhum documento é neutro, nenhum depoimento também é neutro, e a construção da narrativa tem que levar em conta todas essas premissas. Assim, quando há uma fartura de documentos de diversos tipos, associados à memória oral, o processo ganha uma vida especial", afirma.
Durante a relação com os três sobreviventes, o historiador enfrentou uma rejeição inicial, que exigiu que ele lidasse com as memórias de trauma das testemunhas. "O caminho que eu encontrei foi ter acesso ao máximo de documentações escritas e fotográficas possível, para que esses detentores da memória oral não tivessem a responsabilidade de provar o que estavam dizendo", destaca.
Como resultado dessa solução, ao mesmo tempo em que tomava cuidado para contatar primeiramente membros da família dos sobreviventes - que também foram grandes apoiadores da pesquisa - Aguilar Filho conseguiu estabelecer uma relação de mão dupla com os entrevistados. "Ao mesmo tempo em que eu produzia a tese e ajudava eles a lidar com suas memórias, esses relatos também acabaram fortalecendo a pesquisa, dando mais vida ao processo", relata.
Fonte: Terra

Postagens mais acessadas