quinta-feira, 25 de junho de 2015

A história do homem que dorme na cama de Hitler

Kevin Wheatcroft, de 55 anos, tem um patrimônio de R$ 728 milhões. O motivo? Ele é o maior colecionador de objetos nazistas - até dorme na cama que era de Hitler. A "Coleção Wheatcroft", como ele a chama, foi mantida longe dos olhos públicos, apesar de ser quase lendária entre especialistas e nas comunidades online. Mas agora está 'quase' online? Por que quase? Porque o site que Wheatcroft colocou no ar, com algumas fotos, parece ter sido feito nos primórdios da internet. 

O colecionador viajou o mundo caçando antiguidades nazistas desde que, em seu aniversário de cinco anos, recebeu um presente inusitado de seus pais: um capacete (com furo de balas e tudo) nazista, usado na Segunda Guerra Mundial. Desde então ele adquiriu 88 tanques de guerra do período (uma frota maior do que a dos exércitos dinamarquês e belga juntos), a porta da cela de Hitler em Landsberg (onde o líder nazista escreveu Mein Kampf) e adegas de vinho, também de Hitler, que ele tirou das ruínas de uma das casas do ditador após o lugar ser dinamitado.

Outros itens incluem a maior coleção de bustos de Hitler, um canhão de um submarino Krupp, uma réplica dos portões de Auschwitz, o gramofone e os discos de Eva Braun, e a cama onde Wheatcroft dorme, que era de Hitler ('mas mudei o colchão', contou, em entrevista à BBC).

E o mercado está aquecido: com os 70 anos da Segunda Guerra, parece que mais e mais colecionadores estão interessados em objetos do tipo. Uma mecha de cabelos que, supostamente, é de Hitler foi comprada por mais de R$630 mil no ano passado. O colecionador responsável, David Irving, também estaria verificando a autenticidade de ossos que pertenceriam a Hitler e a Eva Braun.

Além da coleção de objetos nazistas, Wheatcroft tem um museu de veículos e uma pista de corrida. Acredite se quiser, ele já disputou corridas amigáveis (e era conhecido por ser parceiro de bar) de Ayrton Senna. Pelo que se sabe, ele também tem a maior coleção do mundo de carros de corrida. 

Fonte: http://revistagalileu.globo.com/

Postagens mais acessadas