terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Finalmente criaram um papel resistente à água e ao fogo

Produto deve chegar ao mercado daqui a três anos!

A China viu, há 2 mil anos, o nascimento do papel tal como o conhecemos atualmente. Hoje, é o berço de uma invenção nova e revolucionária: um papel capaz de resistir aos efeitos da água e suportar uma temperatura superior a 200ºC.


Seus criadores fazem parte de uma equipe de pesquisa do Instituto de Cerâmica de Xangai. O líder do projeto, Zhu Yingjie, afirma que, embora existam papéis capazes de manter intacto um texto impresso após ser molhado e aguentar temperaturas altas, nenhum reunia as duas qualidades de uma só vez. 

Esse material inovador é composto por nanopartículas de hidroxiapatita, um tipo de cálcio encontrado em ossos e dentes e que é geralmente utilizado para uma melhor preservação de obras literárias. Depois de 8 anos de pesquisa, espera-se que em aproximadamente 3 anos esse novo tipo de papel possa ser lançado no mercado.

Imagem: Shutterstock

Curiosity encontra objeto bem esquisito em Marte

A sonda Curiosity, que há quatro anos explora o planeta vermelho, fez uma descoberta surpreendente: um objeto cinza, com brilho metálico e uma superfície polida no solo de uma região de Marte conhecida como Monte Sharp. 


Os cientistas concordam que poderia se tratar de um meteorito raro de ferro e níquel. Mas, até o momento, a NASA ainda não se pronunciou sobre o assunto.


Imagem: NASA

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Ciência descobre porque os romanos antigos tinham dentes perfeitos

Os restos mortais analisados tinham um sorriso irretocável!

A análise de 30 cadáveres encontrados sob uma camada espessa de cinzas vulcânicas, produzidas pela erupção do Vesúvio no ano de 79 d.C., revelou que os cidadãos da Roma Antiga tinham uma dentadura perfeita. 


Os restos mortais encontrados nas ruínas de Pompeia foram estudados com scanners de última geração. Embora se saiba que os romanos não utilizavam escovas de dente nem faziam bochechos, nas imagens é possível observar com clareza a saúde bucal deles. 

Massimo Osanna, superintendente das ruínas de Pompeia, que são Patrimônio da Humanidade, acredita que esses sorrisos perfeitos se devem à dieta realizada pelos moradores da região: “balanceada e saudável, parecida com a que conhecemos hoje como dieta mediterrânea”. 

Além disso, o consumo de açúcares, tão prejudicial para os dentes, era praticamente nulo no Império Romano. Por isso, as cáries não eram muito comuns. 

NASA encontra 7 planetas habitáveis do tamanho da Terra

Próximo passo é verificar se existe água e quais são as condições atmosféricas e de pressão nos planetas!


A NASA acaba de anunciar a descoberta de um sistema solar muito parecido com o nosso. São sete planetas que giram ao redor de uma estrela, têm o mesmo tamanho da Terra e grandes chances de conterem água em estado líquido.

Três deles, segundo estudos preliminares, têm maior potencial de oferecer melhores condições de vida aos humanos do futuro.

A descoberta, feita pelo telescópio espacial Spitzer, é um marco na história da exploração espacial. Nunca foram encontrados tantos planetas numa mesma zona habitável fora do nosso sistema solar.

O sistema que abriga os novos planetas ficam na constelação de Aquarius, a 40 anos-luz de distância (algo como 478 trilhões de quilômetros) – o que, para os padrões espaciais, é relativamente perto.

Perfil dos planetas
Com base nos dados apresentados pelo Spitzer, os cientistas da Nasa chegaram à conclusão de que pelo menos seis dos planetas são rochosos. O próximo passo é saber se realmente contêm água e, melhor: se têm água na superfície. O tamanho de todos os sete é similar ao da Terra.

Outra curiosidade do Trappist 1 -  nome dado à nossa futura casa – é que os planetas estão bem próximos entre si, a ponto de um poder enxergar as características geológicas do outro.

O próximo passo é determinar se os planetas são estáticos – ou seja, não giram como o nosso (o que faz um lado ser sempre dia e outro ser sempre noite) e se têm hidrogênio, metano, oxigênio e ozônio na atmosfera. Para isso vão contar com um novo telescópio, o James Webb, que deve ser lançando em 2018. O equipamento vai ajudar a estimar também a temperatura média e a pressão na superfície dos planetas – fatores-chave para o desenvolvimento da vida humana.


Fonte: NASA 
Imagens: NASA/JPL-Caltech/T. Pyle (IPAC)

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Homem congelado há meio século poderá ser ressuscitado um dia

Faz 50 anos desde que o professor norte-americano James Bedford  se tornou o primeiro ser humano a ser submetido à criogenização.


Bedford tinha câncer de rim e decidiu aceitar a proposta da primeira organização de criogenia do mundo, a Life Extension Society, que se dispôs a congelar gratuitamente o primeiro que necessitasse de suspensão criônica. Foi assim que, após sua morte, aos 73 anos de idade, o professor foi submetido a um congelamento por tempo indefinido, à espera de uma tecnologia que pudesse ressuscitá-lo no futuro.

O procedimento consistiu em injetar dimetilsulfóxido no corpo de Bedford,  substância química que ajudaria a preservar órgãos e tecidos. Em seguida, o corpo foi congelado com gelo seco e submerso em nitrogênio líquido.

Até hoje o professor continua criogenizado. A ciência ainda não tem resposta à pergunta sobre se um dia seres humanos submetidos à criopreservação poderão ser, de fato, ressuscitados.


Fonte: CNET
Imagens: Wikipedia | CC BY-SA

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Restos de um continente perdido são encontrados no Índico

Cientistas descobrem vestígios de antigo continente próximo às Ilhas Maurício!

Uma equipe de cientistas encontrou sob as águas das Ilhas Maurício, no Oceano Índico, os restos de um antigo continente chamado Gondwana, que se desfez há 200 milhões de anos. 

A descoberta foi publicada pela revista Nature Communications. O artigo afirma que os especialistas localizaram, debaixo da água e na ilha – de origem vulcânica – um grupo de rochas chamadas zircono, datadas de mais de 3 bilhões de anos de idade. 


A presença desse mineral antiquíssimo contrasta com a juventude da ilha, que possui apenas 9 milhões de anos. Os cientistas acreditam que os restos de zircono são pedaços da crosta continental, cobertos posteriormente pela lava vulcânica. 

Esses fragmentos de rocha seriam uma pequena peça do antigo continente de Gondwana, que se fragmentou da Ilha de Madagascar no mesmo momento em que Índia, Austrália, Antártida e África se separaram para formar o Oceano Índico. 

Fonte: La Nación
Imagem: Shutterstock.com

O homem que vigiou por 40 anos um bunker chinês secreto

Fiel às ordens recebidas, homem vigiava bunker ultrassecreto abandonado desde 1976!

He Wenxun tem 87 anos e passou quase metade da sua vida vigiando um bunker antiaéreo secreto no sul da China. O refúgio foi construído em 1975 para proteger os grandes líderes comunistas durante um eventual ataque, mas após a morte do presidente Mao Tsé-Tung, um ano mais tarde, o local foi esquecido.

Wenxun, fiel às ordens que havia recebido, continuou cuidando do local por mais de 40 anos. As autoridades chinesas não tinham conhecimento de sua existência, dado o enorme sigilo ao qual esteve sujeita sua construção. Tudo mudou há alguns meses, quando o homem enviou um pedido de demissão ao exército, alegando problemas de saúde. 

Após receber a carta, os funcionários perceberam que o bunker não aparecia em nenhum mapa. Um destacamento foi ao local, onde se constatou que as instalações seguiam em ótimas condições graças à dedicação de Wenxun. Ele foi condecorado pelo governo chinês como “Modelo de Alta Moral”.


Fonte: RT
Imagem: Shutterstock

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Cientistas estão prestes a ressuscitar "supertouros nazistas"

O biólogo e ecologista holandês Ronald Goderich anunciou recentemente que planeja “ressuscitar” os uros, antiga raça de touros europeus extinta em 1627. Para isso, buscará nas diferentes raças de touros atuais os genes perdidos desse mamífero monumental. O cientista afirma que será possível projetar um animal com um DNA 92% idêntico aos originais. 


Os uros eram vacas antigas, de tamanho similar ao de um elefante, que conquistaram o território europeu fazendo uso de seus poderosos chifres e comportamento agressivo. O crescimento populacional e a caça indiscriminada dizimaram a espécie no início do século XVII. 

Na década de 20 do século passado, os zoólogos alemães Heinz e Lutz Heck deram início a um empreendimento parecido com o proposto por Ronald, e conseguiram criar uma raça bovina grande e robusta, dotada de chifres grandes e que, atualmente, ainda existe em alguns zoológicos do mundo. Os nazistas usaram esse animal como símbolo da raça ariana, colocando-o como modelo em diversas propagandas oficiais.


Fonte: RT
Imagem: Shutterstock

Pesquisadores encontram tubarão mais antigo que dinossauros

Após décadas de busca, um submarino não tripulado do Instituto de Pesquisa do Aquário da Baía de Monterrey (Califórnia, EUA), conseguiu finalmente encontrar o misterioso tubarão fantasma.


Trata-se de uma criatura que habita os oceanos há mais de 300 milhões de anos. Seu habitat são as águas de Nova Caledônia, no Pacífico Sul. No entanto, o tubarão fantasma acabou sendo encontrado a mais de 6 mil quilômetros de distância dali, no litoral da Califórnia e do Havaí. Isso, segundo Dave Ebert, do Centro de Pesquisa de Tubarões do Pacífico, foi “um pouco de sorte”. 

O estranho tubarão fantasma (Hydrolagus trolli) tem um aspecto similar ao de um rato, com um nariz pontiagudo, um maxilar ligado ao crânio e uma dentadura formada por placas ósseas. A característica mais notável desse animal é que ele possui um pênis retrátil na testa, embora, até o momento, não se conheça exatamente seu modo de funcionamento. 


Assista ao vídeo:



Fonte: RT

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Telefone usado por Hitler para ordenar crimes de guerra será leiloado

O telefone particular do ditador alemão Adolf Hitler vai à venda. Vermelho e levemente queimado, objeto esteve sob a posse de Ranulf Rayner, filho do Brigadeiro Ralph Rayner, primeiro aliado não-soviético a entrar em Berlim, em 1945. O preço estimado para o leilão é de cerca de R$ 1,6 milhão.

Engravado com o nome do líder político e brasão da Alemanha nazista, o telefone era utilizada por Hitler, de seu escritório, para dar ordens diretas a seus subordinados. Ordens essas que incluíram o estabelecimento dos campos de concentração, onde milhões de judeus morreram, e de táticas de guerra que resultaram no conflito mais letal da história da humanidade.

Ranulf Rayner, cujo pai recebeu o telefone de Hitler, está vendendo o objeto

A Ralph, que chegou após os soldados soviéticos tomarem a capital alemã para as forças aliadas, foi oferecido também o telefone de Eva Braun, amante do chanceler. Ele conta que escolheu o de Hitler por gostar mais da cor vermelha.
Morto em 1977, o brigadeiro da Força Aérea britânica passou a posse do artefato ao filho. Ranulf, hoje idoso, decidiu que era o momento de tornar pública a existência da relíquia.

Da marca alemã Siemens, o telefone transmitiu diversas chamadas que levaram a crimes de guerra, incluindo a execução por traição do então cunhado do ditador, o general Hermann Fegelein. Durante o regime de Hitler, mais de 40 mil pessoas foram sentenciadas à morte.

— As ordens de Hitler, que foram dadas nesse telefone, são história, lições que nunca devemos esquecer — afirmou Ranulf.

Fonte: http://oglobo.globo.com/mundo/telefone-usado-por-hitler-para-ordenar-crimes-de-guerra-sera-leiloado-20857293

Imagem: O Globo

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

20 anos depois: James Cameron comenta o final de Titanic

Uma discussão que com certeza você já ouviu: Jack teria conseguido sobreviver ao lado de Rose no final de Titanic


Há alguns anos, os Mythbusters fizeram um teste e provaram que o rapaz teria conseguido subir na porta de madeira ao lado da garota e vivido o resto da vida ao lado dela, mas James Cameron não está satisfeito com a conclusão e comentou a situação em uma entrevista ao The Daily Beast:

"Ok, vamos imaginar essa situação. Você é o Jack e está no mar a -2º C, seu cérebro está começando a ser afetado pela hipotermia."

"Aí os Mythbusters pedem pra você tirar seu colete salva-vidas, tirar o dela, nadar pada debaixo da porta, amarrar os coletes na madeira de alguma forma que o nó não se solte dois minutos depois — isso significa que você está debaixo d’água a -2º C e isso vai te levar de cinco a dez minutos, então quando você chega na superfície você já morreu. "

"Isso não iria funcionar. A melhor escolha dele era manter a parte de cima do corpo na superfície e esperar que algum barco chegue antes que ele morra. Os Mythbusters são legais e eu adorei fazer aquele episódio, mas eles só falam merda!"


Titanic foi lançado em 1997 e é o filme com a segunda maior bilheteria de todos os tempos, só ficando atrás de Avatar, também dirigido por James Cameron. 


Fonte: jovemnerd.com.br

Ex-proprietária da casa natal de Hitler processa Áustria

Em dezembro, governo austríaco decidiu pela desapropriação do imóvel em Braunau am Inn, que passou a ser do Estado. Antiga dona, Gerlinde Pommer, contesta decisão na Justiça. "Faltaram requisitos legais", diz advogado.


A antiga proprietária da casa onde nasceu Adolf Hitler, na cidade de Braunau am Inn, na Áustria, abriu um processo contra o governo austríaco pela decisão de desapropriar o imóvel, o que aconteceu em dezembro. A notícia foi confirmada nesta terça-feira (31/01) por um oficial de Justiça.

"Recebemos uma reivindicação da proprietária. Ela contesta a validade constitucional da lei", disse um porta-voz do tribunal constitucional da Áustria, citado por agências de notícias internacionais, acrescentando que tais casos costumam se arrastar por vários meses até serem resolvidos.

Em dezembro, os parlamentares austríacos votaram pela desapropriação da casa, numa tentativa de pôr fim a anos de disputas legais envolvendo a então proprietária do imóvel, Gerlinde Pommer, e impedir que a casa se tornasse um local de peregrinação dos admiradores do ditador nazista.

Em entrevista ao jornal austríaco Kurier, o advogado de Pommer disse que a decisão do Estado não cumpriu com a lei. "Para ser franco, faltam requisitos legais para a desapropriação", afirmou ele.

O imóvel em Braunau am Inn

Hitler, nascido em 20 de abril de 1889, viveu na casa em questão durante seu primeiro ano de vida. Três anos mais tarde, a família se mudou para Passau, no estado alemão da Baviera. Durante a Segunda Guerra Mundial, um oficial nazista comprou o imóvel e o abriu para o público. Anos depois, ao fim da guerra, a casa foi devolvida aos proprietários originais, a família Pommer.

O Ministério do Interior alugava o imóvel desde 1972 por cerca de 5 mil euros

por mês. O edifício já abrigou uma biblioteca, um banco e, mais recentemente, um centro para pessoas com deficiências, que se mudou do lugar em 2011, depois de a proprietária não permitir a realização de obras para melhorar a acessibilidade. Desde então, o prédio de 800 metros quadrados tem estado vazio.

Após a desapropriação, mesmo antes de Pommer abrir um processo contra o Estado, não ficou claro o que o governo planejava fazer com o imóvel. O ministro do Interior austríaco, Wolfgang Sobotka, disse ser favorável a um "rearranjo arquitetônico completo", que poderia incluir sua demolição.

Não há no local muitas referências ao passado da casa, pintada da cor amarela. Apenas uma pedra de granito, vinda do campo de concentração de Mauthausen e colocada ali em 1989, por ocasião do centenário do nascimento de Hitler, recorda o passado inglório. "Pela paz, liberdade e democracia. Fascismo nunca mais. Milhões de mortos servem de advertência", diz a mensagem cravada na rocha.


Fonte: http://www.opovo.com.br

Postagens mais acessadas